10 de maio de 2018

Os olhos dos poetas ~ Rubem Alves


“As cores estão lá, no poente. Mas quem só vê as cores não vê nada. A beleza nostálgica do sol que se põe é uma dádiva dos olhos de quem a vê como quem vê pela última vez. Os olhos dos poetas são sempre olhos que se despedem.”

Nenhum comentário: