16 de julho de 2016

A Tempestade do Destino - Haruki Murakami, in 'Kafka à Beira-Mar'


(...) E quando a tempestade tiver passado, mal te lembrarás de ter conseguido atravessá-la, de ter conseguido sobreviver. Nem sequer terás a certeza de a tormenta ter realmente chegado ao fim. Mas uma coisa é certa. Quando saíres da tempestade já não serás a mesma pessoa. Só assim as tempestades fazem sentido."

Nenhum comentário: