6 de janeiro de 2015

um longo período... for a long time ... Elaine Faria


Queridos amigos e amigas, estarei ausente por um longo período... Agradeço a todos que gentilmente sempre me visitam.

Obrigada pelo carinho de sempre,

Elaine Faria
*************

Dear friends, I will be away for a long time ... I thank everyone who kindly always visit me.

Thank you for the affection of all time,

Elaine Faria

5 de janeiro de 2015

Um lugar deve existir... Chico Buarque de Holanda

Art by Charlotte Bird

"Um lugar deve existir. Uma espécie de bazar onde os sonhos extraviados vão parar..."                

4 de janeiro de 2015

Torre Azul poema de Mario Quintana (do livro Baú de Espantos, retirado de Poesia Completa – Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2005, p. 587)


É preciso construir uma torre
- uma torre azul para os suicidas.
Têm qualquer coisa de anjo esses suicidas voadores,
qualquer coisa de anjo que perdeu as asas.
É preciso construir-lhes um túnel
- um túnel sem fim e sem saída
e onde um trem viajasse eternamente
como uma nave em alto-mar perdida.

É preciso construir uma torre…
É preciso construir um túnel…
É preciso morrer de puro,
puro amor!…

3 de janeiro de 2015

Falam de tudo... por Nelson Rodrigues


"Falam de tudo... Da moral, do comportamento, dos sentimentos, das reações, dos medos, das imperfeições, dos erros, das criancices, ranzinzices, chatices, mesmices, grandezas, feitos, espantos.... Sobretudo falam do comportamento e falam porque supõem saber... Mas não sabem, porque jamais foram capazes de sentir como o outro sente... Se sentissem não falariam!"           

2 de janeiro de 2015

Pablo Neruda - meu coração ardente e estrelado...


"E a minha voz nascerá de novo, talvez noutro tempo sem dores, e nas alturas arderá de novo o meu coração ardente e estrelado"

1 de janeiro de 2015

Por todo o sempre, neste mundo... Carlos Drummond de Andrade


Fazer da areia, terra e água uma canção
Depois, moldar de vento a flauta
que há de espalhar esta canção
Por fim tecer de amor lábios e dedos
que a flauta animarão
E a flauta, sem nada mais que puro som
envolverá o sonho da canção
por todo o sempre, neste mundo