11 de dezembro de 2014

pés por Lenívia Mendes


Meus pés agora procuram o recomeço. Um novo ponto de onde eu possa partir. Partida. Tenho a ânsia de regar a felicidade e sei que flores são capazes de brotar até dos sentimentos mais áridos, que dirá da minha fértil insegurança. Flores que o sol não é capaz de desbotar.

Meus pés buscam agora novos passos. Passado. Minha história inteira tatuada em mim, provando que a vida acontece dentro e não fora de nós. E só nos pertence aquilo que podemos carregar enquanto as mãos continuam livres.

O que nos move são aquelas coisas que não descansam na alma. Eterna inquietude que nos empurra e às vezes nos faz tropeçar. Mas se a gente pensar bem, cada tropeço nos leva um pouquinho mais pra frente.

Nenhum comentário: