9 de setembro de 2014

Bússolas por Flávia Côrtes


Você sabe o que te move?
Você sabe o que te brilha o olho?

Não, eu não estou falando de precisões.
Não me refiro a contas pagas.
Nem a três refeições diárias.
Muito menos ao teto sobre a tua cabeça.
Nem mesmo ao afeto nas tuas relações.
Eu não falo de humanidades!

Falo daquilo que te identifica,
do brilho da tua retina,
do que te mantém desperto,
do que te acende,
do que te move.

Vontades?
Não.Vontade é uma coisa que dá e passa.
Eu falo da tua paixão!

Você sabe mesmo o que te move?
Porque, se não sabe, não vai a lugar algum.
Ou pior: vai a qualquer lugar.

E, se já sabe, eu te pergunto agora:
Você sabe quem te é caro?
Você sabe quem te brilha o olho?

Porque, se não sabe…
Sabe aquele lugar onde você está indo…?

Bom…lugares são só lugares,
coisas são só coisas,
feito são só acontecimentos.

No fim das contas, o que nos faz felizes
não é o “aonde”,
não é o” que”,
não é nem o “como”

A vida toda da gente se resume
a “com quem”.

Nenhum comentário: