20 de novembro de 2013

Nada por Aíla Sampaio


Inquietam-me
a palavra não dita, 
o grito reprimido,
a dor silenciada, 
a falta de cuidado
com a fratura da alma
quando 
do amor imenso
não resta nada.


Nenhum comentário: