1 de dezembro de 2012

Até onde posso... por Clarice Lispector


   
"Até onde posso, vou deixando o melhor de mim ...
                                                           se alguém não viu, foi porque não me sentiu com o coração."

Nenhum comentário: