27 de março de 2012

Não sabes que te amo? por Manoel Bandeira, in "Poesias Reunidas"



Não te doas do meu silêncio:
Estou cansado de todas as palavras.
Não sabes que te amo?
Pousa a mão na minha testa:
Captarás numa palpitação inefável
O sentido da única palavra essencial 
- Amor

Nenhum comentário: