4 de março de 2012

Depois... por Cristina P. Rossi



E agora se inicia a

pequena vida

de uma sobrevivente da catástrofe do amor.
...
Acabo de nascer

do terrível parto do amor

Já não amo.

Agora posso exercer no mundo

inscrever-me nele

sou uma peça a mais da engrenagem.

Já não estou louca.

Nenhum comentário: