26 de fevereiro de 2012

Solo de Cello por Wania Victoria

Art by Joanna Zjawinska

Eu violoncelo
Solo enquanto te espero

Desafinação e Tempo

Em mim travavam duelos


[eu só de pensar gelo]


Agora quando te sentas a minha frente

E me ajeitas entre as tuas pernas

Apoiando-me no teu ombro

Queres arrancar de mim

Só melodias ternas


[eu te traduzo em notas eternas]


Quando teu arco suavemente me toca

A bulir minhas cordas mortas

Muitos gritos saem dos escombros

E da partitura suave música transborda


[eu penso que até Apolo acorda]


Me afinas sem DÓ

Me levas ao SOL

E de LÁ não mais volto

Viagem sem RÉ


[eu na tua boca um beijo selo...

e nas tuas mãos me solto]

Blog Encantaventos: http://encantaventos.blogspot.com/

Um comentário:

Wania disse...

Oi, Elaine


Que bom retornar e ver uma poesia minha emoldurada pelo teu belo blog.
Agradeço de coração o apreço que tens pelo meu trabalho. Isso me deixa imensamente feliz!


Bj grande, amiga querida!