9 de dezembro de 2010

Tu e eu por Vasco Couto


Nós estamos aqui parar arder pelo nosso corpo completo.
Tu e eu, leões estirados ao sol.
Harpa para os nossos dedos quentes,
poema numa sala lâminas.

Nós estamos aqui para fugir,
nós estamos aqui para chegar de vez.

Nenhum comentário: