12 de outubro de 2010

Não durma nos sonhos alheios... por Ronaldo Braga


Deixe sorrir a dor na sua vitoria
não humilhe o fraco da vez
mande flores
e sustente a força na suavidade do amanhecer.

Talvez a dor seja apenas um pressagio
e a serenidade
a resposta dos jardins.

Cante a luta na certeza do golpe
e seja
no amor o guerreiro impiedoso.

Mas antes da noite prepare o leito duro
não durma nos sonhos alheios,
mas perceba nos pesadelos
o entorpecido eu,
que cansado e em fuga,
desmorona em seus planos
e então medo, inveja e impotencia
reina por toda a sua alma doída.
Plante voôs altos em seus passos de ferro
e deixe aos olhos
a eternidade do amanhã.

Nenhum comentário: