17 de setembro de 2010

A sombra do vazio por Sophia de Melo Breyner Andresen




No ponto onde o silêncio e a solidão

se cruzam com a noite e com o frio,

esperei como quem espera em vão,

tão nítido e preciso era o vazio.


Nenhum comentário: