18 de abril de 2010

[...] Todos os dias... Caio Fernando Abreu



[...] Todos os dias o ciclo se repete, às vezes com mais rapidez, outras mais lentamente. E eu me pergunto se viver não será essa espécie de ciranda de sentimentos que se sucedem e se sucedem e deixam sempre sede no fim.



Um comentário:

F@bio M. Faria disse...

Elaine,
lindo ler o texto ouvindo a música, muito especial esse seu blog. Tomara que a sede ao final seja de amor que dá sentido à vida!
Bjs
--
Abçs,
F@bio
www.cargueirodeletras.blogspot.com